Nos encontramos 
E você me pergunta
Sem nem ao menos imaginar
Que ela -a indagacão- também é minha
Sobre qual o objetivo da grande dor.
Aquela que sufoca, desmotiva, suspende o ar
Faz o corpo arder.
A dor da alma, sabe?
Suspiro, pois no fundo sei que para esse tipo de dor
Antitérmicos e compressas frias 
Não possuem o menor efeito.
Interrogações sem fim
Em busca de uma saída
Em busca de uma solução
Em busca de um acalanto que tampe o grito.
Olho em seus olhos
E vejo o reflexo dos meus 
Marejados de lágrimas
Te respondo que não há respostas corretas ou erradas
Há processos profundos, em busca de uma 
Re.cons.tru.ção de sentido.
O que você faz com a sua dor?
Eu?! (Que susto)
Faço o que me é possível
Eu me POEMO
Encontre a sua forma
E ela será sagrada, apaixonada
Como quem recita um poema de amor

Amor próprio.

Diálogo entre o Ser

678b20b7e76e3c81baa4f8c6ee1bc656.png